Blog do Ubiraney

Conteúdo de qualidade em Turismo, Cultura e Geografia!

É difícil compreendermos, que cultura e turismo precisam ser transformados em produtos, entregas, ou seja, em possibilidades de uso.  É a partir daí que estes setores poderão ser organizados em atividades geradoras de bons negócios.

Cultura e turismo, como atividades de fomento, precisam figurar como eixos estruturantes das políticas de desenvolvimento no Brasil. Afinal é isso que dará a estes setores a condição de figurarem como alternativas de desenvolvimento. Para tanto, é muito adequado que haja vontade política, decisão e claro, atitudes. Vamos entender melhor este assunto?

Organizando as informações sobre este tema!

Ações de cultura e de turismo, por exemplo, aplicadas ao processo de diversificação econômica para municípios dependentes de poucas fontes de receitas, como é o caso das cidades mineradoras no Brasil, especificamente em Minas Gerais e no Pará necessitam, primordialmente, de uma boa base legal.

Uma construção colegiada, perpassada em todas as instancias necessárias, como os poderes executivo e legislativo. Porém, e principalmente, com a chancela das governanças locais, que são os conselhos setoriais, que precisam estar em plena efervescência. Ai sim, a “faca e o queijo” estarão nas mãos dos gestores e da comunidade. Sim, a comunidade tem papel primordial neste processo.

A sociedade civil se organiza em setores, normalmente nos ambientes comerciais e de prestação de serviços e estes segmentos precisam ocupar estes assentos, nas governanças e nos conselhos municipais. Pois, são nesses lugares que serão discutidos os rumos e as possibilidades de investimentos dos recursos públicos.

Sempre visando o desenvolvimento, promovendo circulação de divisas, geração de frentes de trabalho e de novas frentes de emprego, já que esta, hoje em dia é a grande ansiedade dos brasileiros.

Algumas técnicas e ferramentas podem ser utilizadas para facilitar o alcance destes resultados. Hoje em dia se fala muito no uso das tecnologias que estão ao alcance de todos e dos processos de inovação e criatividade, mas sobre isso, trataremos em um próximo post.

Aguardo vocês por lá ok?

Please follow and like us:

5 thoughts on “Cultura e Turismo: aliados do desenvolvimento dos municípios

  1. Acompanhei e participei de muito perto da evolução turistica em Itabirito nos ultimos cinco anos, como chouffer da jardineira. Primeiro foi dificil vencer barreiras, primeiro a minha própria, depois quebrar paradigmas, e mudar a mentalidade de uma população, dos autores proprietários de comércio, de um povo que é acostumado e
    inserido na atividade econômica de mineração. Noto que a participação da população tem crescido. O festival gastronômico foi um exemplo de sucesso. Cada ano se apresentou melhor, com idéias novas e contagiantes. Para mim foi um grande aprendizado. Valeu Bira. Estava em meus projetos no proximo festival, trazer para o salão do hotel, os ingredientes e suas origens para
    dar explicação aos hóspedes.

  2. Caro amigo, Ubiraney. Amei a iniciativa do blog e desejo sucesso nesse novo projeto!
    Obviamente a situação onde nos encontramos atualmente travou muitos trabalhos na área turística. Existem outros projetos no meio já sendo estudados para driblar a tal situação?

    1. Oi Marlon, que bom te ver por aqui! Realmente esta situação de pandemia travou inúmeros setores do comércio e da indústria. Com a atividade turística não foi diferente! Em todo o mundo a cadeia produtiva (Hotelaria, transportes, alimentos e bebidas e outros tantos) está à deriva e sofrendo muito com a falta natural de fluxo turístico e por consequência da circulação financeira. Isso pra economia mundial representa um impacto extremamente negativo.
      Existem estudos sendo feitos naturalmente e algumas iniciativas de tentar minimizar todo este cenário negativo neste setor, mas sem a união de todos e sem a compreensão ampla sobre a importância de garantirmos a qualidade da oferta e especialmente dos serviços disponíveis no mercado dificilmente retomaremos o rumo de prosperidade em que seguia a atividade turística em todo o mundo. Torcemos para uma recuperação rápida e plena deste setor!
      Mais uma vez obrigado e continue prestigiando nosso conteúdo! Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *