Blog do Ubiraney

Conteúdo de qualidade em Turismo, Cultura e Geografia!

É sabido, que uma coisa importante para se referenciar é o fato de que a geografia tem um pé na natureza e outro na sociedade e que atributos da natureza e o movimento da sociedade desenham boa parte da atividade turística. No entanto, nem todos os geógrafos são seguros, efetivos e isso pode ser comprometedor para a geografia e para o turismo.

Por exemplo, não dá para se sentir muito à vontade, com um geógrafo que não lê bem um mapa! A interpretação das cartas é um fator primordial para que, o geógrafo e a geografia ofereçam a sua contribuição para o turismo. Aqui vale uma explicação para os leigos, mapa em francês é “carte” para nós, “carta”, porque significa informação, é como se fosse um retrato e por aqui os mapas são também tratados como cartas, um conjunto importante de informações.  Assim, algumas situações para mim são princípios fundamentais para o bom profissional.

A crítica ideológica é transitória e quando falamos de princípios, os destacamos como situações eternas na geografia. Já ouvi por aí, que o geógrafo não deve ser uma figura solitária. Ainda na academia, me ensinaram sobre o sentido da observação, a importância do trabalho em equipe e a junção dos conhecimentos.

A observação nos induz também ao senso de amplidão. Vamos juntos, pensando em escalas, por exemplo, temos que saber trabalhá-las e transitar por elas. Na “escala local”, percebe-se a paisagem diretamente, na “escala mundial”, você imagina a paisagem.

Afinal, a Geografia é uma matéria, que tem por objetivo o estudo da superfície terrestre e a distribuição espacial de fatos, fenômenos significativos na paisagem e por ai vai. Ela estuda também a relação intimista entre o homem e o meio ambiente.

Turismo e geografia, combinam?

Então, para muita gente a Geografia também é vista como uma prática do homem, de conhecer onde se vive.  Esse conhecimento facilita a compreensão e, portanto, fica mais fácil planejar o espaço onde se vive.

Com o espaço devidamente planejado, já que um dos temas centrais da geografia é a relação entre o homem e a natureza, fica mais tranquilo compreendermos que o espaço geográfico, um território devidamente moldado, pode sim atender à práticas específicas e propostas inovadoras, que bem pensadas, organizadas e bem geridas, consolidam a lida turística sobre os lugares.

Ai, fico mais tranquilo para dizer, que turismo e geografia combinam e muito.

Normalmente os geógrafos utilizam inúmeras técnicas do tipo leituras e estudo de estatísticas, que ampliam o conhecimento sobre os lugares e utilizam também a estratégia das viagens, que ampliam largamente a possibilidade de uma melhor organização de territórios para uso coletivo e turístico.

Pra finalizar deixo uma dica, procure conhecer mais sobre as cartas, ou mapas. Eles são seu melhor instrumento e meio de expressão. Além de estudar os mapas, mesmo os turísticos, podemos entender por que os geógrafos os atualizam a partir de pesquisas especializadas.

Um mapa atualizado é sempre bem-vindo assim como a informação, pois naturalmente teremos aumentado o nosso conhecimento sobre os lugares, os territórios que escolhemos para conhecer.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *